Photo
Photoset
Photo
Tags: awesome
Photoset

É… talvez não o segundo.

(Source: owlturdcomix, via tastefullyoffensive)

Quote
"Agrada-me que saiam juntos e sozinhos, sem a companhia de uma prima ou irmãzinha. A camaradagem é um linda etapa, insubstituível, irrecuperável. Jamais perdoarei a mãe de Isabel por isso. Durante nosso namoro estava sempre grudada em nós, como um emplastro, vigiava-nos tão de perto e com tanto zelo que, mesmo que o sujeito fosse o cúmulo de pureza, sentia-se obrigado a convocar todos os pensamentos pecaminosos que estivessem disponíveis. Até mesmo naquelas ocasiões — raríssimas, por certo — em que ela não estava presente, não nos sentíamos sozinhos; tínhamos certeza de que uma espécie de fantasma de echarpe registrava todos os nossos movimentos. Se alguma vez nos beijávamos, estávamos tão tensos, tão atentos para captar qualquer indício premonitório de sua aparição em qualquer um dos pontos cardeais do living, que o beijo sempre era para nós um contato meramente instantâneo, com pouco de sexo e menos ainda de ternura, e por outro lado muito de susto, de curto-circuito, de nervo ferido."
Tags: Trégua
Quote
"Às quatro da tarde me senti, de repente, insuportavelmente vazio. Tive que pendurar o casaco de alpaca e avisar no Departamento de Pessoal que eu precisava passar pelo Banco República para resolver aquele assunto do capital de giro. Mentira. O que eu não suportava mais era a parede em frente ao meu escritório, a horrenda parede tomada por esse enorme calendário com um mês de fevereiro dedicado a Goya, Que faz Goya nesta velha casa importadora de autopeças? Não sei o que teria me acontecido se ficasse olhando aquele calendário como um imbecil. Talvez tivesse gritado, ou tivesse iniciado uma de minhas séries habituais de espirros alérgicos, ou simplesmente submergido nas páginas organizadas do livro-razão. Porque já aprendi que meus estados de pré-estalido nem sempre conduzem a um estalido. Às vezes terminam em uma humillhação lúcida, em uma aceitação irremediável das circunstâncias e suas diversas e agravantes pressões. Me agrada, no entanto, convencer-me de que não devo permitir esses estalidos, de que os devo frear radicalmente, sob pena de perder meu equilíbrio. Saio então como saí hoje, em uma busca encarniçada por ar livre, em busca do horizonte, de quem sabe quantas coisas mais. Bem, às vezes não chego ao horizonte e me conformo em me acomodar à janela de um café e registrar a passagem de alguns bons pares de pernas."
Tags: Trégua
Quote
"I wish I could love. But I seem to have lost the passion and forgotten the desire. I am too much concentrated on myself. My own personality has become a burden to me. I want to escape, to go away, to forget."

— Oscar Wilde, The Picture of Dorian Gray. (via wordsnquotes)

(via faciesdestruens)

Quote
"

Erik fez uma pausa para experimentar o efeito que causava o poder de suas palavras. Ver como o pavor pulsava por todo o corpo, como um veneno na corrente sanguínea, ou se transformava em uma desordem interior, como se existissem morcegos encerrados no crânio, tal qual numa gaiola apertada. Isso mesmo, o homem erguera a calçadeira a meio caminho, só até a metade, e parecia até que havia se congelado exatamente no meio gesto, O pavor fazia efeito, logo estaria indefeso.

Curioso, pensou Erik, aquele pássaro lá fora da janela, que eu escuto nitidamente — o pássaro é a única coisa que se escuta nitidamente, além do arfar do velho —, por que não consigo me lembrar de como se chama? É um pássaro tão comum, há apenas meio ano e saberia o seu nome exatamente e agora é impossível me lembrar.

Erik observou o homem parado diante dele. Havia surtido efeito. O homem, paralisado, ainda segurando a pequena calçadeira ridícula na mesma posição, agora estava completamente indefeso. Tinha a respiração ofegante e era incapaz de desviar o olhar do rosto de Erik.

Por que não consigo me lembrar do nome daquele pássaro?, pensou Erik, e como posso estar tão calmo apesar de ter esperado uma vida inteira por este momento? A esta altura a adrenalina deve ter se espalhado por todo o meu corpo, mas o coração não bate com mais violência do que o normal. Eu não estou tão nervoso como imaginava que estaria. O mais curioso é que não estou nem um pouco nervoso, ainda que faltem menos de dez segundos para que o sangue dele se espalhe pelo chão e o papel de parede inteiros (aliás, é importante tomar cuidado para não escorregar em tanto sangue) e ele passe a tatear, com os braços para a frente, sem enxergar nada. E, apesar de tudo, eu estou perfeitamente calmo. Mas esta tem de ser a última vez, hein? Depois desta é o fim, nunca mais.

E, lentamente, deu o primeiro passo na direção do homem petrificado.

"
Photo

(Source: mixingmaterials, via waistporn)

Photoset

xavierisaherb:

Le Petit Soldat (The Little Soldier) - Jean-Luc Godard

(via fuckyeahexistentialism)

Tags: maybe